Look at the time...

quarta-feira, 13 de maio de 2009

The Punisher: War Zone

punisher-1

Já há algum tempo que não via um filme que me deixasse tão saciado, no que diz respeito àquilo que se espera e ao que nos é de facto dado a ver. Lembro-me dum filme de finais de 80 com o Dolph Lundgren, que na altura também me satisfez. Sempre gostei da imagem dum vigilante que actua sozinho e põe termo aos criminosos que saem impunes dos crimes cometidos. Por estas e outras quaiquer razões sempre gostei do Punisher, como personagem de banda desenhada. Não se trata de um super-herói com super-poderes, apenas um homem com uma sede de vingança e conhecimento militar, um verdadeiro killing machine, duro e crú.

Frank Castle era um instrutor de forças especiais dos EUA, que perdeu a familia inteira, assassinadas pela máfia após terem sido testemunhas de uma execução de um gang por parte deles. A partir daí, Frank jurou vingança! Os primeiros a provarem dessa jura foram os que encabeçaram o mandato de assassinato da sua familia.

No filme, quando Frank mata um agente do FBI que trabalhava à paisana (sem saber), pondera pendurar as botas, pois tal sede de vingança levou-o a cometer um crime grave e a deixar uma familia desamparada. Após saber que a filha e a esposa do agente correm perigo de vida, volta atrás na sua palavra e tudo faz para as salvar.

O filme tem violência à fartazana, como se quer num filme deste género. Gostei do cenário do Punisher, interpretado por Ray Stevenson, que também entrou no filme King Arthur, onde faz de Dagonet. A esposa do agente que é morto, é interpretada por Julie Benz, que faz de Rita na série Dexter, mas coitadita... a sua interpretação deixa muito a desejar. (não que interesse)

Punisher: War Zone é um filme brutal, com falas idiotas, mas é como se deseja que um filme destes seja. Aconselho-o a quem gosta de brutalidade, violência gratuita, ossos partidos, explosões, vilões e heróis!

7,5/10

- BL

1 comentário:

Lotus Blossom disse...

Bolas já não vou ao cinema há imenso tempo.... talvez há 1 ano :-(
Tenho de retomar esse hábito e esse gosto ;-)
A tua dica está dada...